Category Archives: Paris

Sunday thoughts #9

Missing you like crazy!

img_6330_1024_fotor

Paris

Anúncios

Lojas de Paris e as suas fachadas

Não é novidade que  Paris é uma cidade de muitos encantos.

Um desses encantos é sem dúvida as suas lojas e as montras das suas lojas, das quais já falei anteriormente aqui! E quando falo em montras não é só no interior e no display das montras, que são indiscutivelmente lindas, especialmente na época que se avizinha, o Natal. É impossível não nos rendermos aos encantos das montras das Galeries La Fayette, ou do Printemps entre muitas outras.

Mas além das das montras Paris soube preservar as fachadas das lojas de ruas, ao contrário do que se fez em Portugal, que houve uma altura que tinhamos montras muito modernas mas… todas quase iguais.

Lembrei-me hoje disto quando abri um site que gosto muito, e que tem sempre artigos interessantes sobre os mais diversos assuntos, e me deparei com este post.

Deixo-vos algumas imagens do artigo, mas para o lerem na integra é só clicar no link de cima.

O site do fotografo autor das fotos também vale a visita.

paris_re-tale_sebastianerras-4-5808d48465b76__880paris_re-tale_sebastianerras-6-5808d48eb72b1__880paris_re-tale_sebastianerras-12-5808d4b0a5dea__880paris_re-tale_sebastianerras-17-5808d4b845ef8__880paris_re-tale_sebastianerras-18-5808d4d128968__880paris_re-tale_sebastianerras-29-5808d520eb92c__880the-story-behind-these-iconic-parisian-storefronts-5809c95ad9735__880the-story-behind-these-iconic-parisian-storefronts-5809c94126283__880

E deixo-vos ainda algumas da minha autoria, que tinha no meu arquivo

IMG_7020_1024.jpg

img_5955img_8011-1img_8014-1img_9302

E ainda há quem me pergunte: “Outra vez a Paris?!”

***

Paris is a city of many charms.

Its shops and shop windows are among that charm, no doubt about that. I´ve already spoken about it here! But today I want to talk you about the facades.

Paris has preserved the facades of shopping streets, contrary to what was done in Portugal, where there was a time when the stores windows turned out very similar to each others.

Today while surfing on the internet among my preferred sites, i came across a post that caught my attention.

Do not miss the photographer site, it´s also worth the visit.

And there are still those who keep on asking me: “Heading to Paris again ?!”

Paris com crianças

IMG_4273

Quem conhece e gosta de Paris já, quase de certeza, utilizou a frase ” Paris is always a good ideia” e com crianças, será também uma boa ideia?

Para mim é! Paris é uma cidade com muito para oferecer às crianças, onde eles são estimulados a cada esquina.

Deixo-vos a minha sugestão de 7 imperdíveis, quando visitamos Paris com crianças:

  • Disneyland Paris

IMG_3780

Quando pensamos em Paris com as crianças dificilmente nos esquecemos da Disney, muitas vezes o pretexto da viagem é esse mesmo: ir à Disneyland de Paris.

A Disney, claro que é incontornável, é mágica, é alegre, é divertida, é tudo aquilo e mais, que os miúdos sonham e sim vale muito a pena. Eles adoram e nós também!

Nas duas vezes que fui à Disneyland Paris com os meus filhos, ficámos alojados em hotéis da Disney, e se for possível, essa parece-me ser a opção ideal, pois assim mergulhamos completamente na experiência Disney.

Uma das vezes ficámos no Disneyland hotel e na outra vez ficámos no Sequoia Lodge. O primeiro é um hotel de 5***** com todas as comodidades inerentes a um hotel desse nível mas focado nas crianças e o segundo é um hotel de 4****(acho…). Claro que como hotel o primeiro é mais “Hotel”, é um hotel grande mas acolhedor e tem aquele ar muito “principesco”, mas o Sequoia Lodge também é muito simpático. A diferença de preços é considerável e na minha opinião não é a opção entre um ou outro que dita o sucesso da viagem.

A diferença que destaco é ao nível da alimentação, nós fomos sempre com meia pensão e a comida no Disneyland Hotel era melhor (dentro do género) e com mais opções.

O Disneyland Hotel também tem a vantagem de ter sempre Minnie, Pateta, Pluto e companhia a passearem-se por lá, por isso é mais que certo que vão haver vários encontros imediatos emocionantes!

Uma sugestão que deixo é a opção do transfer privado do aeroporto para o parque. É mais caro, mas muito muito mais confortável. Numa das vezes optámos pelo transfer normal (colectivo) e não voltámos a repetir a experiência. Ficámos imenso tempo dentro do autocarro parados, no aeroporto, à espero de passageiros de outros voos e todos sabemos que a paciência das crianças diminui proporcionalmente ao aumento do tempo em que estão parados no mesmo sítio, se for fechados num autocarro então…

Relativamente ao parque, já íamos com os bilhetes comprados (dois dias) e recomendo um dia para o Disneyland Park outro para o Walt Disney Studios Park. Este último parque, embora menos conhecido é muito giro principalmente para crianças maiores.

Como já referi, no nosso caso optámos por ir com meia pensão, pois com crianças nunca sabemos se à noite ainda temos forças para sair do hotel, mas há uma outra alternativa à meia pensão que é a Disney Village, aqui encontra uma série de restaurantes e lojas, que pode ser uma alternativa aos buffets dos hotéis, no entanto não vão à espera de grandes descobertas em termos gastronómicos.

Tivemos ainda a experiência de um jantar no Buffalo Bill´s Wild West Show com o Mickey e os amigos e é uma experiência engraçada, mas não a colocaria na opção das imperdíveis.

IMG_3961IMG_3953

IMG_3914

IMG_4082IMG_4063

 

  • Jardin d´acclimatation

Este é um jardim que fica no Bosque de Boulogne, tem cerca de 150 anos e é FABULOSO!

Desde pequenos barcos onde se pode andar, espelhos mágicos, parque de diversões com todo o género de carroceis, animais, pequeno comboio, póneis, dromedários, centro equestre, arborismo, teatro de marionetas… enfim é um sem número de atividades.

É a garantia de um dia muito bem passado!

Existem ainda vários cafés e restaurantes, entre eles um Angelina.

É ainda neste jardim que fica também a fundação Louis Vuitton, que vale muito a visita, além do edifício ser muito interessante, existem sempre atividades e atelier orientados para as crianças.

Posso dizer que o dia que lá passámos rivalizou quase de igual para igual com a Disney!

 

IMG_4416

IMG_4310

IMG_4427

 

  • Jardin du Luxembourg

Este é na minha opinião o jardim mais bonito de Paris. Tem a sua origem em 1600 e ocupa cerca de 22 hectares na margem esquerda no Sena. Além de todo o património arquitectónico que nele existe, entre ele o senado francês, existem 160 esculturas, clássicas, contemporâneas, de animais, de personalidades… espalhadas pelo jardim.

Este jardim oferece várias atividades para crianças: passeios de pónei, parque infantil para crianças até aos 12 anos, teatro de marionetes, carrossel e para mim a atividade mais deliciosa que são os Veleiros de Madeira no grande lago – os Paudeau.

Estes últimos existem desde 1881 e consiste em alugar uns pequenos barcos, que depois se colocam dentro de água e eles andam de acordo com o vento. A única coisa que temos é um género de um pau com o qual podemos ajudar os barcos a não baterem na borda do lago. Hoje em dia, na era dos dispositivos digitais, esta é uma atividade tão simples mas que os miúdos adoram!

IMG_4145

IMG_4149IMG_4139IMG_4154

 

  •  Torre Montparnasse 

Sim, não é a Torre Eiffel, é mesmo a Torre Montparnasse. Porquê? Porque subindo ao topo da Torre Montparnasse consegue-se ver a totalidade da Torre Eiffel. Subir à Torre Eiffel não é fácil, ou consegue-se comprar os bilhetes online, e não é fácil, pois os bilhetes no site vão sendo libertados a conta gotas e como muitas vezes as viagens com crianças acontecem em época alta, há muita procura e não é fácil conseguir bilhetes para o dia que se quer. A alternativa é comprar no local, mas aí preparem-se para as filas… e filas e crianças já sabemos que não dá bom resultado.

Além disto, eu adoro Paris e nunca tive qualquer sensação de insegurança, nem sozinha nem acompanhada, mas confesso que a zona em redor da Torre Eiffel se eu puder evito, pois sendo uma zona muito muito turística está cheia de vendedores de aspecto duvidoso a impingirem bugigangas.

A Torre Montparnasse foi um edifício bastante polémico em Paris, pois pela sua altura e estilo arquitectónico, destoa de tudo o resto e realmente não se pode dizer que seja bonito, mas a verdade é que tem uma vista incrível e é bastante menos concorrido que a torre Eiffel. Vale muito a visita. Comprámos os bilhetes online aqui e correu muito bem, os miúdos adoraram e tirámos fotografias magnificas!

IMG_4192

IMG_4178

 

  • Jardin des plantes

Dele fazem parte o museu de história natural de Paris e o jardim zoológico, que é o segundo mais antigo da Europa e ainda um jardim botânico. É uma combinação entre ar livre/conhecimento/descoberta – um programa que as crianças gostam sempre!

 

  • Parc de La Villete

Este é um imenso Parque diferente de tudo o resto em Paris e que foi criado em 1979. As atracções principais que lá podemos encontrar são : La Cité de la Science et de la Industrie – como o nome indica é dedicada à ciência e tecnologia, La cité de la Musique – dedicada à música e La Geode – uma esfera que é uma gigantesca sala de cinema que passa essencialmente filmes de ciências em 3D.

Este é um local que já visitei há muitos anos atrás, na minha primeira visita a Paris, tinha eu 18 anos e estava no primeiro ano de arquitectura, podem por isso imaginar que foi “um prato cheio”. Ainda não levei lá os meus filhos porque na última vez que fomos achei que ainda não iriam aproveitar bem, devido à idade que tinham na altura, e o tempo também nunca chega para tudo e há que fazer opções, mas está no início da lista para a próxima vez que lá for com eles.

 

  • Museu do Louvre e Jardin des Tuileries

IMG_4589

Este é um clássico incontornável, mesmo que ache que as crianças são muito pequenas para a visita ao Louvre, não deixem de passear nos arredores. As pirâmides causam grande admiração, assim como as fontes, o movimento de pessoas. Enfim acho que é um sítio com uma energia especial, é um sítio muito bonito, estéticamente falando, e eu acredito que a estética também se aprende e quanto mais cedo se começar essa aprendizagem melhor! Eu gosto que os meus filhos se “admirem” perante coisas bonitas, que apreciem, que saibam distinguir, que para eles não seja tudo igual.

Colado ao Louvre temos o Jardin des Tuileries, que também é um jardim lindíssimo, com lagos, com muitas cadeiras espalhadas pelos lagos e não só, onde podemos parar e descansar e apreciar o que nos rodeia. De um dos lados do jardim tem a Rue du Rivoli onde encontra várias livrarias, entre elas a Whsmith que tem uma excelente selecção de livros infantis e muito perto tem a incontornável Angelina, famosa entre outras coisas pelo seu chocolate quente, que dizem ser o melhor de Paris.

Se quiserem andar a pé, saiam  do Jardin des Tuileries em direcção da Place de La concorde e continuem até à Av. des Champs Elyseés. Aqui mães, pais e filhos, todos ficam contentes… as mães podem começar pela fabulosa e enorme Sephora e continuar por aí acima até onde a carteira chegar, os pais têm várias lojas de carros onde há sempre eventos e exposições de carros XPTO, e os miúdos têm a loja da Disney!

IMG_4222

Alojamento: Numa destas viagens, ficámos no hotel Pullman Montparnasse e embora não seja o tipo de hotel que procuro em Paris quando vou sem  crianças, com os mais pequenos é uma excelente opção, está bem localizado, muito bem servido em termos de transportes públicos, numa zona que oferece uma imensa opção de restaurantes e com todas aquelas comodidades que nos facilitam a vida quando estamos com crianças.

Alimentação: Em Paris gostamos muito de muitos restaurantes, mas com crianças gostamos especialmente de ir ao Les Fondus de la Raclette. Como o nome indica é um restaurante de fondues e raclettes que tem a particularidade de se cozinhar na própria mesa, pois as mesas têm ao centro uma placa que aquece e onde somos nós que cozinhamos. Claro que os miúdos adoram essa aventura.

Uma outra boa opção para eles é o Hippopotamus, têm várias opções de bifes com batata frita, que é quase certo uma opção segura para as crianças.

Não foi fácil fazer esta selecção, pois há várias outras coisas, e muitas vezes coisas simples, giras de fazer com as crianças, mas… nem sempre temos todo o tempo do mundo numa viagem, pelo menos por mim falo, nunca tenho hipóteses de fazer viagens muito longas, mas vejo sempre isso pelo lado positivo: é uma forma de deixar coisas por ver e é uma forma de ficar com muita vontade de voltar! E a Paris é sempre um ENORME prazer, para mim, voltar, seja a dois, seja a quatro, seja sozinha!

Se for o caso muito boas férias e boas viagens!!

IMG_4639

Obrigada por lerem!

 

 

 

Hotel Thoumieux, Paris

Na última viagem a Paris fiquei no Hotel Thoumieux – rue St. Dominique, 79.

Como irão perceber se acompanharem o blog, eu sou uma pessoa que ADORA hotéis e adoro conhecer novos hotéis e especialmente hotéis diferentes. Mas nunca estou disposta a estourar o budget da viagem, seja ela qual for, só com o hotel. Até mesmo porque vão perceber que eu sou uma pessoa que adora hotéis, mas também sou uma pessoa que adora restaurantes e lojas e… e… e… e…

Este é um boutique hotel do grupo Costes e dito isto talvez fossem desnecessárias mais palavras…, mas ainda assim vou arriscá-las.

A localização é muito central no 7iéme arrondissement, muito perto dos Invalides, com a estação de metro La Tour Maubourg a uma distância de cerca de 5min a pé. E a estação de Invalides a um pouco mais, mas também perfeitamente acessível a pé. A Torre Eiffel também fica a cerca de 15minutos.

O hotel tem cerca de 15 quartos, um projecto de interiores com inspiração Art Deco que esteve a cargo da designer Iraniana, sediada em Paris India Madhavi,  conhecida por vários projectos de interiores em hotéis, restaurantes e bares da moda espalhados pelo mundo.

Em todo o hotel os padrões são usados e abusados, tanto ao nível de papéis de parede como tapetes, assim como as cores fortes. A luz é um elemento determinante na concepção dos espaços e ambientes. Elementos fortes são uma constante e conferem-lhe muita personalidade, no entanto a atmosfera é extremamente acolhedora, muito “cozy”.

thumb_IMG_3074_1024

thumb_thumb_IMG_9241_1024_1024

Pomenor da máquina de café e Ipad

thumb_thumb_IMG_9238_1024_1024

Zona de closet

thumb_IMG_3078_1024

Casa de banho

thumb_IMG_9274_1024

Corredor de acesso aos quartos

Todo o hotel cheira maravilhosamente bem, e um hotel que apela ao  olfacto cativa-me logo, pois sou uma pessoa também de cheiros, é algo que considero que nos cria uma memória muito poderosa.

Não posso deixar de referir a cama, que era muitíssimo confortável. Isto é tudo muito giro, mas só uma decoração bonita não faz um hotel porque  e as amenities… da Aésop, uma marca que dispensa apresentações e que eu adoro!

thumb_IMG_3083_1024

Amenities Aésop

thumb_IMG_3082_1024

Aqui chegados penso que é fácil concluir que gostei muito do hotel, voltaria ou voltarei com todo o gosto e conquistou-me assim que passei as portas de entrada.

Um pequeno pormenor é que o hotel não tem elevador, mas não se preocupem, as malas aparecem-nos confortavelmente no quarto! E como o edifício só tem quatro andares também não é grave.

Relativamente ao pequeno almoço, nunca o tomámos no hotel, normalmente gosto de conhecer o que há à volta, o que habitualmente também se revela uma opção mais barata. A cerca de 5 min do hotel podemos encontrar a rue Cler, uma rua pedonal, muitíssimo simpática, com vários cafés, floristas, queijarias, mercearias e portanto uma excelente opção para o pequeno almoço.

thumb_IMG_3263_1024 2

Pormenor de um espelho num espaço comum

Esta foi uma viagem de 3 noites e por isso com alguma pena, não conseguimos conhecer os restaurantes do hotel, nomeadamente a Brasserie Thoumieux, mas que não perde pela demora!! O espaço é muito giro, estava sempre cheio, o que é um bom sinal.

thumb_IMG_3265_1024

Um dos restaurantes do hotel

O hotel Thoumieux é um dos preferidos em Paris da conhecida digital influencer Garance Doré!

Fiz esta reserva com alguma antecedência através do booking.com e consegui um excelente preço, um quarto de casal por cerca de 150€/noite!!!! Sim, foi mesmo um achado!

A viagem Lisboa/Paris foi com a AirFrance, que chega ao aeroporto Charles de Gaulle e daí apanhámos a Roissybus até à zona da Ópera.

Nessa zona, eu e o meu marido temos uma paragem obrigatória… Em vez de nos enfiarmos diretamente no Metro, andamos cerca de 200m até a Brasserie/Bar Garmont , sentam-nos na esplanada, tomamos um copo de vinho acompanhado de uma tábua de queijos e aí sim, sentimos que estamos em Paris!!

Para chegar ao hotel, apanhámos o metro em Bonne Nouvelle e saímos direto em Le Tour Maubourg.

thumb_IMG_3155_1024

Eu, na entrada do hotel

 

Obrigada por lerem e boas viagens!

 

 

 

Crazy horse Paris

crazyhorseparis-show-tickets-3

Depois de tantas idas a Paris, foi na última que fui finalmente a um típico cabaret parisiense.

Apesar de Paris ser uma cidade onde vou com alguma regularidade (embora não tanto quanto o meu coração me pede…), são sempre viagens curtas de 3 ou 4 dias e por isso não há tempo para tudo.

Já tinha lido algumas coisas sobre estes espectáculos e a curiosidade só aumentava. Tive dúvidas entre o três mais conhecidos: Le Crazyhorse, Le Moulin Rouge e Le Lido, mas após alguma pesquisa e muito por culpa do blog Conexão Paris, que é por sinal a minha bíblia quando vou a Paris para pesquisar sobre novidades, optei pelo Crazy Horse e gostei muito.

Crazy Horse cabaret performs in Moscow

O espetáculo é muito bonito, muito sensual sem qualquer tipo de vulgaridade. A bailarinas são lindíssimas, com corpos mais que perfeitos! Existe um ritmo constante, e um grande jogo de luzes, sombras, espelhos e música que funciona muito bem.

A sala é pequena e intimista. É aquilo que imaginava, ou que tinha na cabeça, do típico cabaret. A cor dominante é o vermelho, e os tecidos são muito à base de veludos. Mas não se assustem, o ambiente é perfeitamente inofensivo. Há muitos casais, e há grupos de homens sozinhos, claro, mas estão perfeitamente na deles. Ninguém incomoda ninguém. Fiquei agradavelmente surpreendida pois havia até mulheres sozinhas a assistir ao show. Eu assisti o espectáculo com o meu marido e sentido-nos perfeitamente enquadrados no ambiente.

images

untitled

Em cena está, desde 2009, o espectáculo Désirs dirigido pelo conhecido coreógrafo Philippe Decouflé e pelo diretor artístico Ali Mahdavi.

Relativamente a preços, os nossos bilhetes foram os mais simples, ou seja incluíam só mesmo espectáculo e ficaram por 105€/bilhete. Há outro tipo de bilhetes que incluem 1/2 ou 1 garrafa de champagne e podem verificar os preços no próprio site, que foi aliás onde comprei antecipadamente os bilhetes.

Durante o espetáculo é possível pedir bebidas, andam sempre por ali empregados de mesa, mas achei os preços um pouco elevados.

thumb_IMG_3108_1024

Crazy-Horse-Cabaret

Como curiosidade o Le Crazy horse foi inaugurado em 1951, por Alain Bernardin, que foi também um dos responsáveis pela reconstrução cultural de Paris à época. O nome Crazy Horse foi em homenagem a um guerreiro índio. Esta sala já foi frequentada por Salvador Dali, Aristóteles Onassis, Maria Callas, Alain Delon entre outros e mais recentemente por Price e Karl Lagerfeld.

As bailarinas, são como não podia deixar de ser escolhidas a dedo e quando digo escolhidas a dedo é mesmo ao pormenor, pois o intervalo de altura permitido é muito reduzido e têm uma série de outras medidas às quais têm de corresponder.

Todos os anos há cerca de 500 candidaturas para vagas de bailarinas do Crazy Horse, mas só entram cerca de 20!

Os sapatos utilizados são na grande maioria Loubotins e o guarda roupa também é desenhado por estilistas de renome.

IMG_3161

Obrigada por lerem e boas viagens!

 

 

 

 

As montras de Paris

Estive este passado fim de semana em Paris, que é talvez o meu vício preferido!

Poderia invocar milhões de razões pelas quais gosto (tanto) de Paris, mas a verdade é que tal como todos os amores este é mais irracional do que racional, não se explica-se, sente-se! E eu sinto-o cada vez que lá vou e quanto mais a conheço mais gosto dela.

E há sempre tanto para descobrir ou redescobrir!

Hoje trago-vos algumas das montras por onde passei no fim de semana, todas de perder a cabeça.

Em Paris, de uma forma geral há um grande cuidado com a apresentação dos produtos, uma simples banca de uma mercearia tem as frutas e os legumes todos arrumados de uma forma cuidada.

IMG_7999 IMG_9289 IMG_9299 IMG_9295

Mas na minha opinião o Top dos Tops são as montras natalícias das Galerias Lafayette e do Printemps, conhecidos armazéns (os department stores) parisienses!

Para quem gosta destes temas em geral, e de visual merchadising em particular, estas são montras a sério, onde o investimento feito é enorme e o resultado está à vista…

Encantam e deslumbram…

thumb_IMG_9330_1024

thumb_IMG_9334_1024

thumb_IMG_9345_1024

thumb_IMG_9350_1024

thumb_IMG_9358_1024

thumb_IMG_9359_1024

thumb_IMG_9363_1024

thumb_IMG_9364_1024

thumb_IMG_9365_1024

thumb_IMG_9369_1024

thumb_IMG_9375_1024

thumb_IMG_9379_1024

thumb_IMG_9382_1024

thumb_IMG_9383_1024

thumb_IMG_9388_1024

thumb_IMG_9390_1024

thumb_IMG_9392_1024

thumb_IMG_9395_1024

thumb_IMG_9396_1024

thumb_IMG_9401_1024

thumb_IMG_9404_1024

thumb_IMG_9407_1024

Como se isto não fosse suficiente, este fim de semana, como bónus ainda apanhei as montras da Louis Vuitton dos Champs Elysées em montagem!

IMG_9252 IMG_9250