Agradecer

unknown

É inevitável nesta altura do ano fazermos um balanço e chega uma altura da vida em que se algum pressupostos tiverem sido cumpridos então o ano foi sem dúvida BOM, o que não significa que não tenha tido percalços.

saúde, nossa e das pessoas que habitam o nosso coração, está em primeiro nessa lista.

E se não fosse por mais nada, só por isso poderia dizer que o ano de 2016 foi bom. Eu e os meus tivemos saúde e em termos de tudo o resto não houve nenhuma alteração suficientemente significativa que obrigasse a mudanças importantes e isso já é tanto que só tenho é a agradecer.

Depois há o lugar comum… a enorme alegria e benção de ver os filhos a crescer. A dualidade entre o “crescem tão depressa que às vezes nos apetece fazer o tempo parar” e o “que bom que é ver a sua evolução”!

Depois há os pais, esse porto de abrigo, que graças a deus tenho os meus e com saúde.

O trabalho… que não foi um ano espectacular, não houve nenhum projecto que me apaixonasse por aí além, e sinto que estou mesmo a precisar disso, de me apaixonar por um projecto profissional… mas enfim, prefiro ver pelo lado positivo, pois podia ser pior. Houve trabalho, não muito mas o suficiente para me manter à tona de água, às vezes com uns pirulitos!

As outras coisas boas da vida… viagens… o meu hobby mais que preferido, uma coisa que me preenche, que me desafia e que me enriquece tanto. Houve várias viagens boas, conheci dois países novos e várias cidades novas:

  • Bruges em Fevereiro
  • Toulouse e Canal du Midi em Março
  • Sicilia e ilhas eólias em Julho
  • Copenhaga em Novembro
  • e várias saídas cá dentro

Vários restaurantes novos, que vieram para ficar e repetir.

Muitos dias de sol e de passeios de bicicleta junto ao rio.

Um desporto novo – acordei para o Padel e passei a ter uma relação de compromisso com o ginásio (que ando a falhar no último mês).

Amigos que permanecem e com os quais não estou tantas vezes como gostaria, conhecidos novos que podem-se tornar amigos (eu adoro conhecer pessoas e adoro a diversidade entre as pessoas  e a partir de determinada altura achamos sempre que já não é fácil entrarem pessoas novas nos nossos círculos e é bom constatar que não é verdade).

Uma festa a meio de ano, numa casa fantástica, daquelas que nos obriga a grande produção e que adorei.

As melhores férias de Agosto dos últimos anos, um Algarve quente como eu gosto e com uma temperatura de água do mar que nunca baixou os 23ºC .

Concertos espectaculares que assisti este ano: Maria Gadú, Xutos e Pontapés, António Zambujo e Miguel Araújo, Stomp…

Alguns livros bons lidos, estou a tentar aumentar o número para 2017

O meu cão Sancho que nos alegra todos os dias com a sua tosquice.

Portanto para este ano que chega agora, não desejo nada muito diferente. Desejo saúde para mim e para todos os meus, desejo tranquilidade e realização e desejo ver os meus filhos felizes e que haja trabalho para poder aproveitar algumas coisas boas da vida!

Desejo a todos um fantástico 2017!!

15726275_10211583373961619_7234147640133754536_n

Muito obrigada por estarem desse lado!

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s